sexta-feira, outubro 29, 2010

Apresentações e mais apresentações. Um saco pra você? Não pra mim.


Estamos próximos do fim do ano e as apresentações de natal estão pipocando nas escolas... Com isso me vem à mente um assunto que muito me incomoda.

Muitos pais realmente não tem idéia da importância deles nas apresentações de escola. Muitos reclamam do dinheiro gasto (no meu caso, 35 de fantasia, 20 do local), do tempo gasto, do cansaço...

As vezes estamos apertados financeiramente, mas damos sempre um jeitinho não roubamos, nem matamos de investir nesse dia. Quanto ao tempo... Vejo pais dizendo "demora muito tempo?". Quanto vale o tempo que você se dedica ao seu filho? Qual a qualidade do tempo que você tem com seu filho? Você se dedica por dever ou por amor?

Vou contar uma coisa da minha vida pra vocês. Eu tinha 5 ou 6 anos, estudava no Marista. Dia das mães. Lá eu sofri um pouco de bullying (do pré à 3ª série), era isolada... Então vivia triste quando estava na escola... Com tanta coisa negativa, o dia das mães, que eu tava admirada do tanto que ia ser lindo, eu estava triste achando que minha mãe não ia... dorgas, até parece, né?!

No ensaio eu já sabia o quanto a apresentação seria linda! Cantamos Aquarela, do Toquinho, e na hora da "gaivota voar no céu", soltamos as bexigas com gás hélio... E era muito aluno, então muita bexiga... Imagina que lindo! Ao final da apresentação, pegaríamos uma rosa e entregaríamos às mães.

Então acabou, todas as crianças pegaram as rosas e eu fiquei parada, ainda pensando que minha mãe não ia. Minha mãe se levantou e foi lá me pegar e pegar a rosa dela... Nossa gente... Eu choro até hoje quando me lembro da sensação que tive quando vi minha mãe lá (to lacrimejando)...

Pode rir. Pode achar bobeira, mas pra mim foi muito importante... Ter minha mãe lá foi mais importante do que todos os balões no céu!

E é me lembrando do tamanho da importância dessas apresentações na minha vida que eu me dedico à minha Sophia.

Pra nós, essas apresentações são grandes eventos! Nos preparamos, criamos expectativas... Talvez isso até faça a Sophia se empolgar e dançar de verdade (apesar de que claro, ela tem hora que não quer.. .Tipo festa junina, dançou só metade depois queria brincar hahaha)!

E olha que lá na escola dela, até 3 anos, os pais se apresentam junto com os filhos, pra evitar choro. rsrs... Pagamos o mico com o maior amor do mundo!!!

Devo acrescentar que as vezes a criança não gosta de se apresentar. Aí cabe aos pais respeitar e não pressionar a participação. Caso a criança chore durante a apresentação, não devemos forçar. Caso antes ela diga: não quero. Não vá. Mas a escolha é delas... Alguns pais que conheço fazem assim:

"Você quer mesmo participar? Não, né? É chato, né?" Com aquela vontade de a criança dizer NÃO. Aí a criança não vai querer MESMO porque sabe que os pais é que não querem e não vai querer desapontá-los! Mas vai ficar triste.

Mas no caso da criança gostar, e querer ter esse momento, é imprescindível a presença real e em amor dos pais. Isso contribui imensamente para a auto-estima dos filhos!!!

Em uma matéria do site Crescer, li algo muito legal e vou colar aqui para reflexão:

"Não há nada mais triste do que ver o rostinho de um pequeno à procura da mãe ou do pai na platéia, sem encontrá-los. Torcida não ganha jogo, todo mundo sabe disso, mas para a auto-estima infantil é primordial que os filhos possam contar com aplausos de gente que realmente gosta deles".

Reflitam. Coloquem seus filhos em primeiro lugar em suas vidas.

beijos

quarta-feira, outubro 06, 2010

Um simples café da manhã?


Acordo. Sophia me pede "mamá cati" (leite com toddy). Manda acender a luz do quarto dela. Pede para colocar algum desenho.

Faço isso com aquela cara de mal humor matinal... Pq não acordo assim tão rápido quanto ela.

Vou fazer o "mamá cati". Ela fica gritando do quarto: ô mãaaaaaaae, ô mãaaaaaae... Vou atender enquanto roda o leite no microondas. Ela só queria me mostrar algum brinquedo ou alguma peripécia nova. Volto pra cozinha. Faço o mamá... Levo o mamá pra ela.

Enquanto ela mama, o pão dela e o meu estão na torradeira. Coloco meu leite no microondas. Ela me chama: - Acabei o mamá cati, me dá um pão???

Levo a mamadeira pra cozinha. Enquanto to lá, ela grita: - mãaaaaaaaaaaaaaae! Volto e ela diz: - Cadê o meu pão??? Mãe, olha o desenho? Mãe, vou pra sala, tira minha fralda.. (me lembro de tirar a fralda, pq com tanto sono as vezes esqueço)

Ela vai pra sala. Eu pra cozinha. Termino o pão dela e dou pra ela comer. Ela me chama porque quer fazer cocô. Meu pão esfria, meu leite esfria... Espero ela acabar. Lavo bumbum dela. Vou pra cozinha.

Esquento meu leite de novo. Ela não quer mais o pão. Pede outra coisa. Eu ignoro e faço ela comer o pão. Ela reclama. Deixo sem nada. Ela desiste. Pede o pão.

Vou comer!!! ALELUIA! Meu pão ta frio, a manteiga não derrete. A Sophia me chama. Quer brincar. Eu peço pra ela esperar eu tomar meu café. Ela deixa....

Simples café da manhã tranqüilo? E eu só tenho uma, heim... kkk

Pior de tudo é que é bom demais!

E depois de tudo isso tenho que dividir atenção, afazeres domésticos, almoço, arrumação pra trabalho/escola.

Entre uma coisa e outra, dou uma twittada, pq né... vício.

NÃO FAZ NADA, ESSA MENINA!!! SÓ FICA NO TWITTER! kkkkkkkkk

segunda-feira, outubro 04, 2010

Inventando histórias

Sophia sempre me pede para contar histórias. As vezes conto alguma que conheço, mas MUITAS vezes invento alguma coisa. As vezes aproveito o momento de inventar pra rodear algum "problema" ou fase que ela passa... Mas muitas vezes acontece de eu começar falando de alguma coisa e ir inventando no meio do caminho. E sempre sai algo legal... Eu me supreendo com minha capacidade! kkkkkkkkk As vezes caio na gargalhada no meio do caminho, rio de mim mesma com coisas que falo! rsrs

Bom, minha vida toda invento histórias pra eu dormir. As vezes começo inventando num dia, adormeço e no dia seguinte eu continuo... Vivo viajando... E, confidenciando isso pra algumas amigas, elas me contaram que também viajam na maionese! kkkkkkkkk Não é difícil inventar historinhas pra Sophia, já que eu sou uma viajante de maionese assídua!

Quero dividir a última historinha com vocês, que inventei do nada, sem nenhum motivo... Apenas fui criando... E agora TODOS os dias a Sophia me pede pra contá-la:

Grilo Cri Cri e o Senhor Gafanhoto



Era uma vez um grilinho chamado CRI CRI. Cri Cri morava no meio da floresta e adorava comer folhas. Um dia ele estava voltando pra casa, depois de um dia duro de trabalho e percebeu que sua casa havia sido invadido por um terrível e enorme gafanhoto! E o gafanhoto maldoso estava comendo todas as folhas que o Cri Cri havia levado para casa.


Cri Cri ficou muito triste e começou a chorar... Pediu por favor para o Senhor Gafanhoto ir embora e procurar folhas para ele, porque ele tinha dado muito duro pra conseguir juntar tantas folhas! E o gafanhoto maldoso disse:

- Nãooooo! Porque eu sou enorme e bem mais forte que você! Eu estou com fome e agora essa é minha casa, não é mais sua! Vá embora e procure outro lugar pra morar, antes que eu te faça mal!

O Cri Cri, com muito medo, saiu de casa aos prantos e foi na casa dos amigos. Seus amigos eram muito legais e se chamavam Pri Pri, Dri Dri, Fri Fri, Bri Bri e Tri Tri (ri muito disso hahahahaha).

Eles acalmaram o Cri Cri e a Pri Pri disse:
- Não fique triste meu amigo, nos conte o que aconteceu!!!

Então Cri Cri contou tudo o que aconteceu e Dri Dri disse:
- Fique calmo, nós vamos ajudá-lo.

Tri Tri acrescentou:
- É isso mesmo, vamos dar uma lição nesse gafanhoto ladrão!

Bri Bri, Fri Fri e Tri Tri foram buscar ajuda em toda a floresta e logo eles conseguiram juntar uma centena de grilinhos amigos. Todos foram em direção à casa de Cri Cri e chegando lá, amarraram o Senhor Gafanhoto e levaram para bem longe!

Então chegando num local muito muito longe, disseram para o Senhor Gafanhoto que ele nunca mais deveria fazer isso, que ele busque trabalhar pra conseguir as próprias folhas e sua própria casa. Então, Cri Cri disse para ele:

- Viu só, Senhor Gafanhoto??? Não adianta nada ser grande e forte se não é um bicho bom, que tem muitos e muitos amigos!

Cri Cri então ficou muito feliz e fez uma grande festa com os seus amigos grilos, onde cada um levou um pouco de folha e comemoraram a noite toda!!!

FIM!

hahahahaha

Falaí? Sou boa? Conte a tua pra mim, me mande por email e eu postarei aqui, com os devidos créditos! No final da brincadeira, podemos fazer uma eleição de melhores histórias e a melhor ganhar um presentinho, que tal?

Atualizado: O presente é um livrinho que falarei sobre ele no próximo post!

Mandem para: nandabecker@gmail.com ou postem em seus blogs e mandem o link por comentário! :)

sexta-feira, outubro 01, 2010

Oficina de educação

Recebi esse email da escola, com o que vai ser abordado na oficina. Segue aí pra conferência de vocês! Estão todos convidados!!! Clique na imagem pra ver maior.




Reeducação alimentar da Sophia e aniversário

Bom... Olha, vim contar que eu pensei que fosse ser pior. Está tudo indo muito bem! Ontem ela acordou com mais fome que o normal... Chegou a dizer que estava passando mal, porque estava deondo a barriguinha e "mamãe, por favor, me dá um mama". rsrs...

Tadinha, morri de dó. Mas foi rapidinho já corri pegar o mamá dela!

Ela tem comido fruta muito bem. O problema é que ela sempre quer repetir a fruta. Tipo banana, de manhã é meia banana e ela quer inteira... Quando ela não come todo o pão, eu deixo comer a banana inteira. Não sei se estou fazendo certo, mas acho que pode...

Depois da escola ela come uma fruta e mais tarde janta. Como ela passa esse tempo todo brincando e não tem visto nenhuma guloseima (minha mãe tem colaborado muito e escondido o que não pode), ela não sente falta!

Acredito que logo ela se acostumará com a nova rotina alimentar!

Estou mais tranquila e em paz de que tudo vai dar certo!

Ontem fiz aniversário! 31 anos. Não fizemos nada demais para comemorar, só o típico bolo com minha família na casa da minha mãe! E foi bem gostoso (nesse caso, minha linda pode dar escapadelas, autorizada pela médica)!!!

31 anos... E ainda muitos sonhos pra realizar... Bora lá! :)